Hipocondria: quando o medo de estar doente se torna uma doença

O excesso de controle do próprio corpo retrata uma intolerância, uma incerteza de como o organismo deve se portar a cada dia, a qualquer sensação que surgir

Para a maioria das pessoas, a preocupação com uma dor ou um mal-estar termina quando o sintoma desaparece. Porém, para os hipocondríacos, esse incômodo não vai embora. Eles apresentam um problema que vai além do corpo, um dano psicossomático, por acreditarem que realmente estão doentes.

A hipocondria é um transtorno de ansiedade, uma doença em que o paciente se torna hipervigilante, por nunca acreditar que está sadio. Não consegue ver que o medo intenso de desenvolver algum tipo de doença o torna um doente em potencial.

Para os hipocondríacos, as doenças que ocasionam deterioração do corpo ao longo do tempo são as mais temidas, como o câncer e o HIV, e acabam por buscar compulsivamente informações, tratamentos e remédios, sem ao menos serem realmente diagnosticados. Muitos chegam a ir incessantemente ao médico, para encontrar a doença que acham que tem. Esse tipo de ação é decorrente da busca pelo controle do corpo, afim de administrar o medo que sentem em ficar doentes.

Quando a mente adoece

O excesso de controle do próprio corpo retrata uma intolerância, uma incerteza de como o organismo deve se portar a cada dia, a qualquer sensação que surgir. Uma fisgada ou uma dor aguda podem se tornar indicadores de que algo não está bem para o hipocondríaco.

Quando a pessoa passa a criar expectativas que não são verdadeiras sobre o seu corpo, no que diz respeito a doenças, a mente adoece. São as chamadas doenças psicossomáticas, que é um transtorno com fundo psiquiátrico, em que alguns médicos costumam ter dificuldades de encontrar diagnóstico, já que o paciente apresenta inúmeras queixas, em diversos órgãos do corpo. Entretanto, não há alteração clínica e não há explicação para a ocorrência de nenhuma doença.

Um número expressivo de cerca de um terço dos pacientes que vai a hospitais em busca de tratamento apresenta sintomas de doenças que fisicamente não têm diagnóstico. Essas pessoas procuram ajuda afim de eliminar a sensação ruim de portar uma doença incurável. Elas desejam controlar seus próprios organismos, o que acontece dentro de seus corpos, e isso as deixam doentes psicologicamente, sem contar que perdem muito tempo tentando agir contra a natureza.

Buscar informações na internet pode ser perigoso

A internet é uma grande aliada no nosso dia a dia, uma vez que nos apresenta todo o tipo de informação, a qualquer tempo. Mas, para alguns, essa funcionalidade pode se tornar um grande problema. No caso das pessoas que buscam informações a respeito de doenças, o excesso de referência possibilita mais recursos para estimular a hipocondria. Quanto mais conhecimento acerca das doenças, mais idas e vindas ao médico. E sabemos que procurar por isso não é a melhor forma de administrar o medo. Deve-se evitar tais estratégias de pesquisa na internet, porque tal posicionamento não irá minimizar a sensação de estar doente, pelo contrário.

Importante salientar que o obstáculo não é o medo em si, mas a intolerância a ele, já que não se consegue fazer algo para não senti-lo ou minimizá-lo.

Tratamento para a doença da mente

Se você notar que pode ser um hipocondríaco, não se apavore. Saiba que existem psicólogos que podem trabalhar com você e te ajudar a administrar o seu medo de ficar doente. O que se pode fazer é tratar o incômodo psicológico mascarado de dor física. Existem técnicas específicas, com as de distração, utilizadas por especialistas que podem ser eficazes no tratamento e, em alguns casos, na cura da hipocondria.

Não deixe de buscar por assistência psicológica e apresente todas as informações que levaram você a reconhecer a existência dessa doença psicossomática que atinge a centenas de pessoas.

 

 

Tags: doença psicossomática doenças incuráveis hipocondria hipocondríaco

Veja mais