Leitura: um instrumento poderoso para a educação financeira

Por meio dos livros, também é possível aprender mais sobre o mercado de investimentos, incluindo a previdência privada

Um dos principais segredos para prosperar é buscar conhecimento sobre as finanças e o mercado econômico. E uma forma eficiente de fazer isso é lendo. “Todo mundo tem dúvidas sobre a melhor forma de lidar com cartão de crédito, cheque especial, dívidas e financiamentos. Os livros sobre educação financeira podem ajudar justamente nestas questões”, afirma Carolina Sandler, fundadora de um site de finanças femininas.

Por meio dos livros, também é possível aprender mais sobre o mercado de investimentos, incluindo a previdência privada. “Com as informações extraídas dos livros, é possível adquirir habilidades para lidar da melhor forma possível com o seu dinheiro, seja em relação ao desperdício, ao consumo ou aos investimentos”, ressalta Andy de Santis, educadora financeira.

Jovens e crianças também devem ler
Muitos pais encontram certa dificuldade para tratar do tema com os filhos, pois temem que as finanças pareçam muito complexas ou tediosas. Porém, segundo os especialistas, basta utilizar a abordagem correta para conseguir uma comunicação eficiente. “Os pais também podem usar os livros para dar início à educação financeira dos filhos. Com histórias lúdicas, o ensino fica mais dinâmico e interessante para eles, pois possibilita o aprendizado sem toda aquela seriedade com que os adultos tratam o dinheiro”, revela o especialista em Finanças Álvaro Modernell, fundador da Mais Ativos – Educação Financeira.

Ele reforça que, no caso das crianças, é essencial ensinar os pilares da educação financeira, que não têm, necessariamente, a ver com dinheiro. “Estou falando de aprender a esperar, a priorizar, a guardar um pouco e a pensar nos outros. Livros de educação financeira para crianças podem ajudá-las a lidar com estas questões, dando apoio aos pais para criarem e educarem adultos maduros e responsáveis”, diz Carolina.

Conte com eles!
A seguir, você confere uma lista elaborada com a ajuda dos especialistas, para quem quer montar uma biblioteca básica de finanças em casa. 

Finanças femininas como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos, de Carolina Ruhman Sandler e Samy Dana (Editora Saraiva e Benvirá).

Como falar de dinheiro com seu filho, de Cássia d'Aquino (Editora Saraiva e Benvirá).

Casais inteligentes enriquecem juntos, de Gustavo Cerbasi (Editora Sextante).

Tem que pagar? Quanto custa?, de Álvaro Modernell (Editora Mais Ativos).

Lições de valor educação financeira escolar, Andy de Santis (Editora Moderna).

Meu planejamento financeiro, de Valter Police (Editora Buqui).

Tranquilidade financeira, de Humberto Veiga (Editora Saraiva).

Pra que dinheiro?, de Ziraldo (Editora Globinho).

Filhos inteligentes enriquecem sozinhos, de Gustavo Cerbasi (Editora Gente).

Tags: educação financeira finanças investimento leitura

Veja mais